publicidade

pesquise aqui sua simpatia

----------------------------------------------
Custom Search
--------------------------------------------

publicidade

----------------------------------------- ----------------------------------------------- ----------------------------------------------------------------------------------------- ---------------------------------------------------
Mostrando postagens com marcador proteção. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador proteção. Mostrar todas as postagens

quarta-feira

Simpatia para afastar rivalidades

Simpatias são sentimentos suaves, afinidades, uma forma de conseguirmos a realização de nossos sonhos e desejos. As principais características para o êxito de uma simpatia são: fé, persistência, merecimentos, necessidades.

Pegue 1 barbante e dê 4 nós. Enquanto faz isso, mentalize você amarrando a inveja de todos os que não lhe querem bem. Em seguida, ajoelhe-se com o barbante na mão e reze 1 Pai-Nosso e 1 Credo com bastante fé. Ofereça as orações aos arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael, pedindo proteção e luz para brilhar no meio de tanta disputa. Guarde o barbante dentro de 1 caixinha com um pouco de sal grosso por cima por 7 dias. No oitavo, pegue o barbante e a caixinha e jogue no lixo. O sal grosso deve ser jogado em água corrente.

segunda-feira

Linhas da Quimbanda

Linhas da Quimbanda 
 
Linhas da Quimbanda

Linhas da Quimbanda
Assim como há as sete linhas que regem e organizam as forças existentes dentro da Umbanda, dentro da Quimbanda o mesmo acontece e processa, pois como se sabe, " tudo que há em cima, há em baixo." Tendo esta Lei para se começar a entender o por que da existência das sete linhas da Umbanda e da Quimbanda, encontraremos meios de compreensão que estas linhas, estão em lados opostos e harmoniosamente equilibradas, permitindo desta maneira o equilíbrio perfeito resultante dos movimentos dos opostos, perpetuando pela quebra e restauração deste equilíbrio o movimento perpétuo e necessário para a existência em sua concepção maior.
As linhas da Quimbanda, assim como as linhas da Umbanda, são em numero de sete. Vejamos :
Linha Malei
Chefe - Exu Rei, é composta por 7 falanges, cada qual com seu chefe, e seus sete respectivos subordinados. Os componentes desta linhas são os componentes do Alto Comando do Povo de Exu, por este motivo é entendida como a linha que opera e comanda todas as decisões dentro do reino. Esta linha funciona com um alto conselho, uma alta cúpula que rege e administra o reino de Exu, seus componentes de apresentam sempre com roupagem de cor escura, cobertos por uma luz vermelha e sem brilho. Componentes da Linha Malei:
  1. Exu Rei das Sete Encruzilhadas
  2. Exu Marabô
  3. Exu Mangueira
  4. Exu Tranca Ruas das Almas
  5. Exu Tiriri
  6. Exu Veludo
  7. Exu dos Rios ou Campinas
Polo Passivo
Pomba Gira - Pomba Gira Rainha das Sete Encruzilhadas
Linha das Almas
Chefe - Omulu, encontra-se nesta linha espíritos vulgarmente conhecidos como omulus, e isto se deve pelo fato de estarem este espíritos sob a égide de Omulu, tanto no Organograma, quanto diretamente subordinados a ele em sua linha, outro fato que vem elucidar o fato pelo qual estes espíritos são conhecidos pelo denominativo supra citado, é que estes tem por morada os cemitérios, onde também são realizadas suas entregas,são espíritos que se apresentam cobertos de pêlos, unhas em forma de garras, chifres e rosto semelhante à lobos e com olhos vermelhos. São os componentes desta linhas:


  1. Exu Mirim
  2. Exu Pimenta
  3. Exu 7 Montanhas
  4. Exu Ganga
  5. Exu Kaminaloá
  6. Exu Malê
  7. Exu Quirombô
Polo Passivo
Pomba Gira - Pomba Gira das Almas
Linha do Cemitério ou dos Caveiras
Chefe - Exu Caveira, tendo sob sua responsabilidade as ações dos espíritos vulgarmente conhecidos como caveiras, sendo suas manifestações, não para todos estes elementos, na forma de esqueletos. Há sim, alguns destes espíritos que se apresentam e manifestam-se como esqueletos, porém não todos. O fato que outorgou-lhes o denominativo de caveiras é o simples fato de que estes espíritos trabalham e respondem obediência a Exu Caveira, também e pelo fato de que estes espíritos trabalham, e recebem suas oferendas dentro dos cemitérios. São os componentes desta linha:
  1. Exu Tatá Caveira
  2. Exu Brasa
  3. Exu Pemba
  4. Exu do Lodo
  5. Exu Carangola
  6. Exu Arranca Toco
  7. Exu Pagão
Polo Passivo
Pomba Gira - Pomba Gira Rainha dos Cemitérios
Linha Nagô
Chefe - Exu Gererê, os espíritos que são os componentes desta linha são exímios entendidos na pratica da magia, seja astral, seja natural ou qualquer outra forma ou modalidade a eles requisitados. Sua atuação principal é dentro da magia vodu, muito conhecida a nível superficialissímo, sendo esta modalidade da magia, ensinada a pouquíssimos iniciados, haja vista sua complexidade, sua extrema e perigosíssima eficiência, que em mãos erradas podem resultam grandes e as vezes irreversíveis conseqüências, tanto ao operador quanto a infeliz vítima. Quero deixar claro que a magia vodu pode ser amplamente requisitada e usada para fins maléficos, na qual obtém resultados rápidos e por demais eficientes, contudo a magia vodu também, e deveria assim ser, utilizada para fins benéficos e virtuosos. Os espíritos que se apresentam dentro desta linha são denominados vulgarmente de "Gangas". Este fato é existente pelo pouco conhecimento que se tem que o chefe desta linha é Exu Gererê, ou seja é ele um Exu pouco conhecido, apresenta-se sempre com uma armadura, carregando um tridente e uma espada, porém confundido com Exu Ganga, que por sua vez, é por demais conhecido dentro das giras Umbandistas e Quimbandistas, e é este Exu, elemento desta forte e perigosa linha da Quimbanda. São os elementos desta linha:

  1. Exu Quebra Galho
  2. Exu 7 Cruzes
  3. Exu Gira Mundo
  4. Exu dos Cemitérios
  5. Exu da Capa Preta
  6. Exu Curador
  7. Exu Ganga
Polo Passivo
Pomba Gira- Pomba Gira Maria Padilha
Linha de Mossorubi
Chefe - Kaminaloá, os espíritos que se apresentam dentro desta linha possuem um especialidade real para os males de origem espiritual que por ventura venham causar perturbações dentro da mente do ser humano. São os elementos desta linha exímios conhecedores da mente humana e por esta razão são evocados para realizarem os mais diverso tipos de trabalhos onde se necessite o tratamento mental ou desenvolvimento mental para se conseguir os objetivos do operador. São os elementos que compõe esta linha:
  1. Exu dos Ventos
  2. Exu dos Morcego
  3. Exu 7 Portas
  4. Exu Tranca Tudo
  5. Exu Marabá
  6. Exu 7 Sombras
  7. Exu Calunga
Polo Passivo
Pomba Gira - Pomba Gira Maria Molambo
Linha dos Caboclos Quimbandeiros
Chefe - Exu Pantera Negra, conhecido por este nome devido à sua enorme coragem e força para vencer demandas e realizar os mais terríveis trabalhos de magia, além de ter o poder de curar até doenças tidas como incuráveis, também possui o poder de enriquecer quem a ele recorrer, esta linha possui este denominativo não é atoa, pois os espíritos que compõe esta linha se apresentam como se fossem caboclos, índios americanos enfim, tendo especialidade em trabalhos de cura e desobsidiação, além de favorecerem as riquezas materias e tesouros, são exímios guerreiros, a maioria delas pertencem a antiga tribo Sherokee dos E.U.A. Assim como ocorre em todas as linhas, é esta composta por sete falanges, cada uma com seu respectivo chefe, que por sua vez comanda outras sete legiões, onde se divide novamente em sete falanges, novamente, cada falange com sete chefes e assim sucessivamente até certo limite. São os elementos desta linha:


  1. Exu 7 Cachoeiras
  2. Exu Tronqueira
  3. Exu 7 Poeiras
  4. Exu da Matas
  5. Exu 7 Pedras
  6. Exu do Cheiro
  7. Exu Pedra Negra
Polo Passivo
Pomba Gira - Pomba Gira da Figueira
Linha Mista
Chefe - Exu dos Rios ou Campinas. Possui este denominativo, pelo fato de que os espíritos que compõe esta linha não são Exus, mas sim Kiumbas, ou seja, espíritos desencarnados, espíritos de mortos, que servem a Exu. Estes espíritos se encontram nestas condições por fatores que não correspondem ao assunto proposto por esta página. Estes espíritos que trabalham dentro desta linha são os responsáveis pelas obsidiações ou obsessões, excitando várias doenças que por serem causadas a nível espiritual, não são diagnosticadas pelos médicos encarnados, o que torna estas doenças impossíveis de serem curadas pelos métodos da ciência profana. Chegam a causar loucura, estados mentais de perturbações diversas. Mas aqui vai um lembrete: Os Agentes Mágicos são em verdade forças cegas, e assim sendo cabe ao operador direcioná-la da maneira melhor possível, tendo em mente sempre a infalível Lei do Retorno. Sendo esta Linha composta por Kiumbas, é esta apenas regida pelo Exu dos Rios ou Campinas, tendo como polo passivo da linha, Pomba Gira, ou seja todas as Pomba Giras.
Relações existentes entre as Linhas da Quimbanda e Umbanda
Uma vez se entendendo que há uma perfeita harmonia entre as ações dos elementos que compõe as linhas da Quimbanda e da Umbanda, cada elemento destes há um paralelo, um elo de ligação entre a Umbanda e a Quimbanda.





Vejamos entre as Linhas primeiramente:
Umbanda
Quimbanda
Linha de Oxalá
Linha Malei
Linha de Ogum
Linha do Cemitério
Linha de Oxóssi
Linha dos Caboclos Quimbandeiros
Linha de Xangô
Linha de Mossorubi
Linha de Yorimá
Linha da Almas
Linha de Ibêji
Linha Mista
Linha de Yemanjá
Linha Nagô
A Quimbanda é uma dimensão oposta a umbanda. Todos os elementos das luzes têm o equivalente negativo no mundo das trevas. As sete linhas da Umbanda representam as sete linhas da Quimbanda comandadas por exus.

Umbanda
Quimbanda
Linha de Oxalá
Exu 7 encruzilhadas
Linha de Iemanjá
Exu Pomba-Gira
Linha de Ogum
Exu Tranca-Ruas
Linha de Xangô
Exu Gira-Mundo
Linha de Oxossi
Exu Marabô
Linha das crianças
Exu Tiriri
Linha de Preto velhos
Pinga-Fogo
Ritual
O principal ritual da Quimbanda consiste na invocação de espíritos. Sessões, que na Umbanda são Giras de crianças, caboclos [as], pretos e pretas velhos, na Quimbanda são Giras de exus. Os quimbandeiros trabalham exclusivamente com estas entidades que pertencem ao domínio astral daquele primeiro Exu criado por Nzambi na origem do Universo manifestado.
Na Quimbanda, assim como na Umbanda e no Candomblé, não se admite a possibilidade de comunicação direta entre Deus e os homens. Somente os espíritos invocados pelos Tatás, Babás, Ngangas, enfim, sacerdotes/xamãs, somente esses espíritos podem intermediar o contato entre o físico e o metafísico, o visível e o invisível. Assim, todo sacerdote Quimbanda é um medium que incorpora Exus, os executores dos trabalhos que interferem na realidade, na vida das pessoas, seja para o bem ou para o mal.
Exu na Lei da KIMBANDA - Angola
A Lei da KIMBANDA vem dos bantos, dos povos Angola-Congo. A “misturança”, ou ainda podemos dizer “sincretismo” entre o Exu-iorubá, os Ngangas e Tatás (almas de chefes kimbandeiros das nações bantas) foi o que deixou esse ar de confusão no povo, que muitos até mesmo sendo "feitos na KIMBANDA", não entendem, ou o que é pior, tratam-no de diabo. Na verdade, o Exu da KIMBANDA não é o Exu-Iorubá (Orixá ou Imalé dessa cultura). Os Espíritos que chegam na linha da KIMBANDA são espíritos de Ngangas ou Tatás, aqueles que quando encarnados na terra eram sacerdotes bantos adoradores de algum Nkisi ou Npungu.
No Brasil, o culto aos Npungus e Nkisis através dos seus mensageiros – os Ngangas - foi misturado na escravidão com o culto aos Encantados e aos pajés (da cultura tupi-guarani) e também com o dos Iorubás, surgindo os seguintes novos cultos, fruto da miscelânea: Makumba - que vem de "ma-kiumba" (espíritos da noite). Foi assim chamado o mais primitivo culto sincretista no sul do Brasil (e o primeiro originado no Brasil), dada sua maior preponderância banto; é dela que descendem os outros cultos afro-brasileiros com influência das nações Angola-Congo, Tupi-guarani, Nagô e a Igreja, nessa ordem. A razão de se chamar makiumba (logo após por deturpação da palavra ficaria makumba ou macumba) foi justamente, porque é um culto que se faz na noite, onde se deveriam chamar necessariamente os espíritos da noite (almas de outros sacerdotes do culto - Eguns ou Ancestrais). No culto iorubano-nagô conhece-se e rende-se culto aos Ancestrais-Egun, porém eles são afastados dos rituais aos Orixás, tentando ter um contato com outro tipo de energia. Isto contribuiu para que os rituais onde se chamavam os eguns fossem menosprezados, tratados pejorativamente e mal interpretados.
Por outro lado, a Igreja também condenava os cultos com influência índio-banto onde se fazia beberagem e supostamente “orgias”.
Na verdade, as danças bantús eram no Brasil e ainda são na África, bastante eróticas, e também é verdade que os Guias bebem e fumam, porém é muito distante de ser uma orgia ou uma bebedeira. Depois, quando os grupos de nações começaram a procurar sua identidade, dividiram-se os principais componentes da makumba, aparecendo: Candomblé de Angola; Candomblé de Congo; Candomblé de Caboclo ou dos Encantados; Catimbó; - todos eles à procura de uma raiz cultural - e também, ao final do século XIX surgem da macumba urbana, (onde se tinha muita participação dos brancos pobres e os descendentes de escravos) a Umbanda e a KIMBANDA com influências para o Espiritismo e com muito sincretismo. Na KIMBANDA, permaneceu grande parte do culto aos Ngangas da nação Angola-Congo, porém misturado com o diabo (pelas influências dos mitos e tabus dos próprios integrantes - que não tinham conhecimento das origens) e também embaixo do pé do Orixá Iorubá Exu.
HIERARQUIA INFERNAL

     
REINOS DE EXU NA KIMBANDA
A KIMBANDA tem sete reinos, sendo sua organização remanescente das organizações tribais em reinos na África Banto. Cada Reino é composto por nove povos de Exu, sendo que cada povo é comandado por um Exu-Chefe.
POVOS DE EXU NA KIMBANDA
Em cada reino existem 9 povos, sendo um total de 63 povos de Exu. A seguir oferecemos uma lista com os povos que pertencem a cada reino:
Reino das Encruzilhadas
Chefiado por Exu Rei das Sete Encruzilhadas e Pombagira Rainha das Sete Encruzilhadas, governa todas as passagens dos Exus que ali trabalham. Sua função principal é abrir os caminhos para os outros Guias chegarem e também para os filhos e fregueses.
Povo da Encruzilhada da Rua
Chefe Exu Tranca-Ruas
Povo da Encruzilhada da Lira
Chefe Exu Sete Encruzilhadas
Povo da Encruzilhada da Lomba
Chefe Exu das Almas
Povo da Encruzilhada dos Trilhos
Chefe Exu Marabô
Povo da Encruzilhada da Mata
Chefe Exu Tiriri
Povo da Encruzilhada da Kalunga
Chefe Exu Veludo
Povo da Encruzilhada da Praça
Chefe Exu Morcego
Povo da Encruzilhada do Espaço
Chefe Exu Sete Gargalhadas
Povo da Encruzilhada da Praia
Chefe Exu Mirim

Reino dos Cruzeiros
Chefiado pelo Exu Rei dos Sete Cruzeiros e Pombagira Rainha dos Sete Cruzeiros, governa todas as passagens dos Exus que trabalham nos cruzeiros (não confundir com encruzilhada).
Povo do Cruzeiro da Rua
Chefe Exu Tranca Tudo
Povo do Cruzeiro da Praza
Chefe Exu Kirombó
Povo do Cruzeiro da Lira
Chefe Exu Sete Cruzeiros
Povo do Cruzeiro da Mata
Chefe Exu Mangueira
Povo do Cruzeiro da Kalunga
Chefe Exu Kaminaloá
Povo do Cruzeiro das Almas
Chefe Exu Sete Cruzes
Povo do Cruzeiro do Espaço
Chefe Exu 7 Portas
Povo do Cruzeiro da Praia
Chefe Exu Meia Noite
Povo do Cruzeiro do Mar
Chefe Exu Kalunga (Kalunga grande)

Reino das Matas
Chefiado pelo Exu Rei das Matas e Pombagira Rainha das Matas. Governa todos os Exus que trabalham nas matas ou locais que tenham árvores a exceção do Cemitério, que pertence a outro reino.
Povo das Árvores
Chefe Exu Quebra Galho
Povo dos Parques
Chefe Exu das Sombras
Povo da Mata da Praia
Chefe Exu das Matas
Povo das Campinas
Chefe Exu das Campinas
Povo das Serranias
Chefe Exu da Serra Negra
Povo das Minas
Chefe Exu Sete Pedras
Povo das Cobras
Chefe Exu Sete Cobras
Povo das Flores
Chefe Exu do Cheiro
Povo da Sementeira
Chefe Exu Arranca Tôco

Reino da Kalunga
Chefiado pelo Exu Rei das Sete Calungas ou Kalungas e Pombagira Rainha das Sete Kalungas. Esses Exus também são chamados pelo nome de Rei e Rainha dos Cemitérios. Geralmente quando se diz "calunga" nas giras de KIMBANDA é para nomear ao cemitério. Trabalham neste reino todos os Exu que moram dentro dos cemitérios exclusivamente.
Povo das Portas da Kalunga
Chefe Exu Porteira
Povo das Tumbas
Chefe Exu Sete Tumbas
Povo das Catacumbas
Chefe Exu Sete Catacumbas
Povo dos Fornos
Chefe Exu da Brasa
Povo das Caveiras
Chefe Exu Caveira
Povo da Mata da Kalunga
Chefe Exu Kalunga (conhecido também como Exu dos Cemitérios)
Povo da Lomba da Kalunga
Chefe Exu Corcunda
Povo das Covas
Chefe Exu Sete Covas
Povo das Mirongas e Trevas
Chefe Exu Capa Preta (conhecido também como Exu Mironga)

Reino das Almas
Chefiado por Exu Rei das Almas Omulu e Pombagira Rainha das Almas. Eles também são conhecidos por Rei e Rainha da Lomba, porque governam todos os Exus que trabalham em locais altos. Porém, os Exus deste reino também trabalham em hospitais, morgues, etc.
Povo das Almas da Lomba
Chefe Exu 7 Lombas
Povo das Almas do Cativeiro
Chefe Exu Pemba
Povo das Almas do Velório
Chefe Exu Marabá
Povo das Almas dos Hospitais
Chefe Exu Curadô
Povo das Almas da Praia
Chefe Exu Giramundo
Povo das Almas das Igrejas e Templos
Chefe Exu Nove Luzes
Povo das Almas do Mato
Chefe Exu 7 Montanhas
Povo das Almas da Kalunga
Chefe Exu Tatá Caveira
Povo das Almas do Oriente
Chefe Exu 7 Poeiras

Reino da Lira
Os chefes deste reino são muito mais conhecidos por seus nomes sincréticos: Exu Lúcifer e Maria Padilha, sendo na verdade seus nomes kimbandeiros Exu Rei das Sete Liras e Rainha do Candomblé (ou Rainha das Marias). Seus apelidos kimbandeiros mostram justamente sua afinidade pela dança, a música e a arte (lira e candomblé). Dentro do reino da Lira, que também às vezes é chamado "reino do candomblé" não pelo culto africanista aos orixás, senão por ser essa palavra o sinônimo de dança e música ritual. Trabalham aqui todos os Exus que tem que ver com a arte, a música, poesia, boemia, artes ciganas, malandragem, etc.
Povo dos Infernos
Chefiado por Exu dos Infernos
Povo dos Cabarés
Chefiado por Exu do Cabaré
Povo da Lira
Chefiado por Exu Sete Liras
Povo dos Ciganos
Chefiado por Exu Cigano
Povo do Oriente
Chefiado por Exu Pagão
Povo dos Malandros
Chefiado por Exu Zé Pelintra
Povo do Lixo
Chefiado por Exu Ganga
Povo do Luar
Chefiado por Exu Malé
Povo do Comércio
Chefiado por Exu Chama Dinheiro

Reino da Praia
Chefiado pelo Exu Rei da Praia e Rainha da Praia. Dentro dele encontram-se todos os Exus que trabalham nas praias, perto d'agua o ainda dentro dela, podendo ser salgada ou doce.
Povo dos Rios
Chefiado por Exu dos Rios
Povo das Cachoeiras
Chefiado por Exu das Cachoeiras
Povo da Pedreira
Chefiado por Exu da Pedra Preta
Povo do Marinheiros
Chefiado por Exu Marinheiro
Povo do Mar
Chefiado por Exu Maré
Povo do Lodo
Chefiado por Exu do Lodo
Povo dos Bahianos
Chefiado por Exu Bahiano
Povo dos Ventos
Chefiado por Exu dos Ventos
Povo da Ilha
Chefiado por Exu do Côco
Pomba Gira
Chamada de Pombagira, Bombogira, Exu-mulher ou ainda Bomobonjira é conhecida a Entidade feminina da KIMBANDA. Esta forma de chamar para Ela é sem dúvida pela influência banta (Angola). A Entidade banta Aluvaiá-Pombagira foi então submetida à Entidade iorubana Exu, sendo colocada como sua mulher.
Na KIMBANDA, devemos dizer que a Pombagira representa o poder feminino feiticeiro, comparável com as Iyami Oxorongá dos iorubás. Ela pode ter muitos maridos, que tornam-se seus "escravos" ou empregados. Na concepção da KIMBANDA, todas as Entidades são duplas, é dizer, cada uma delas pode se apresentar em baixo da aparência de homem ou mulher. Por seu lado, os Exu-homens podem ter muitas mulheres, as quais passam a ser suas escravas ou empregadas. É muito comum usar o número 7 (sete) para dizer quantas mulheres ou homens pode ter uma Entidade, isso é assim, por ser um numero cabalístico e mágico.
Cada Exu-homem da KIMBANDA tem sua parte feminina ou contrapartida, que na verdade são a mesma Energia em baixo de aparências distintas, temos assim:
  • Exu Rei das Encruzilhadas / Pombagira Rainha das Encruzilhadas;
  • Exu das Matas / Pombagiras das Matas;
  • Exu Giramundo / Pombagira Giramundo;
  • Exu do Cravo Vermelho / Pombagira da Rosa Vermelha;
  • Exu Mulambo / Pombagira Maria Mulambo;
  • Exu Sete Capas / Pombagira Sete Saias;
  • Exu 7 Estrelas / Pombagira 7 Estrelas; etc.
Quando incorporada no cavalo, a pombagira mostra-se quase sempre bonita, feminina, amável, elegante, sedutora, mais também tem vidência, é certeira e sempre tem algum conselho para aqueles que estão sofrendo por um amor. Ela gosta das bebidas suaves : vinhos doces, licores, cidra, champagne, anis, etc. E gosta dos cigarros e cigarrilhas de boa qualidade, assim como também lhe atrai o luxo, o brilho e o destaque. Usa sempre muitos colares, anéis, brincos, pulseiras, etc. Sendo que existem milhares de pombagiras, e que cada uma tem sua própria pessoalidade, e torna-se muito difícil uma descrição geral.
Suas oferendas levam ovos, maçãs, morangos, perfumes, pentes, espelhos, flores (especialmente rosas - nunca botões), bebidas, cigarros, etc.
As principais pombagiras em ordem hierárquica são as correspondentes às sete passagens da representação feminina de Exu Rei, Pombagira Rainha, após temos 63 pombagiras chefas, sendo cada uma delas a contrapartida de algum dos Exu chefes que já apresentamos na parte onde falamos dos povos de Exu.
As funções principais de Pombagira são as de ajudar os seus em todos os casos de amor, mas também é usada a sua força para desmanchar feitiços, para pedir proteção e curar várias doenças.
GENERALIDADES DE ALGUNS EXUS
Deixamos claro que quando falamos de alma encarnação de um determinado Exu, isso não indica que faz alusão a todos os que se apresentam com este nome, sendo que se trata de um caso específico sobre o qual estamos falando. Os Exus que chegan aos médiuns são pessoais, portanto, suas vivências e encarnações são únicas. Devem sim, ter algo em comum com a falange da qual representam e também possuir uma base sólida.
Temos constatado que muitas narrativas baseadas em dados por algum Exu pessoal têm se estendido e se generalizado para todos os que chegam com este nome em outros médiuns, o que é um erro.
- Outros Exus -
Exu Angola
Que pertence ao povo das Almas do Cativeiro
Exu Cobra Preta
Pertence ao povo das Cobras que trabalha dentro do Reino das Matas
Exu Come-Fogo
Ronda nas cercanias dos crematórios e pertence ao povo do forno
Exu Coquinho dos Infernos
Que integra o grupo do Povo dos Infernos (dentro do Reino da Lira)
Exu da Estrada
Que trabalha nas rotas e estradas (povo do Cruzeiro da Rua)
Exu da Lama
Tem a incumbência onde há incêndios e faz parte do Povo do Forno
Exu Dalva
Pertence ao Povo do Cruzeiro do Espaço. Gosta de trabalhar quando está amanhecendo e recebe as oferendas em terrenos abertos
Exu do Ar
Trabalha sob o comando de Exu dos Ventos
Exu Formiga
Pertence ao Povo das Campinas, mora perto dos formigueiros onde procura um de seus alimentos prediletos: as formigas
Exu Gato
Prefere trabalhar nas encruzilhadas dos montes
Exu Gererê
Trabalha dentro do mar, pertence ao povo dos pescadores, de fato, seu nome significa “red” em linguagem banto
Exu Hora-Grande
Outro tipo de nome que se usa para referir-se a Exu Meia-Noite
Exu Kolobô
Que trabalha nos cemitérios e ataca condolências, pertence ao povo das mirongas
Exu Lalu
Trabalha nas encruzilhadas da praia sob as ordens de Exu Mirim
Exu Limpa-Trilhos
Trabalha nas vias de trem abrindo os caminhos, pertence ao povo da Encruzilhada de Trilhos e seu chefe direto é o Exu Marabô
Exu Mangue
Vive nos mangues
Exu do Pantanal
pertence ao povo do Lodo
Exu Pinga-Fogo
Que pertence ao povo dos Fornos ou do Fogo (povo do fogo material)
Exu Relâmpago
Trabalha no povo da Encruzilhada do Espaço (pontos cardinais), sob as ordens de Seu Sete Gargalhadas
Exu Sete Horas
Que pertence ao povo do Cruzeiro do Espaço
Exu Tira-Tôco
Trabalha nos montes de Eucaliptos a beiradas do mar. Pertence ao povo da mata da praia
Exu Tranca-Gira
Trabalha nos cruzeiros sob as ordens de Exu Tranca Tudo
Pombagira da Terra
Trabalha nos cemitérios
Pombagira Rosária
Trabalha nos mercados e feiras
Pombagira Sete Folhas
Pertence ao povo das árvores e trabalha na entrada dos montes
OFERECEMOS TAMBÉM A SEGUINTE LISTA:
  • Exu Aleba
  • Exu Apavenã
  • Exu Banzé
  • Exu Bara
  • Exu Bauru
  • Exu Boca de Fogo
  • Exu Caçamba
  • Exu Candô
  • Exu Casamenteiro
  • Exu Chico Preto
  • Exu da Figueira
  • Exu da Guiné
  • Exu da Laranjeira
  • Exu da Limeira
  • Exu do Congo
  • Exu do Mar
  • Exu Espeto
  • Exu Folha Seca
  • Exu Gibóia
  • Exu João Caveira
  • Exu João da Bahia
  • Exu João das Almas
  • Exu João Kalunga
  • Exu João Mandinga
  • Exu João Mironga
  • Exu João Pepeu
  • Exu Laborê
  • Exu Loá
  • Exu Lofe
  • Exu Lonã
  • Exu Madeiro
  • Exu Maiô
  • Exu Mareiro
  • Exu Maromba
  • Exu Marujo
  • Exu Matança
  • Exu Miloá
  • Exu Mirô
  • Exu Olho Grande
  • Exu Panteira
  • Exu Pedra roxa
  • Exu Pena de Coruja
  • Exu Pena de Urubu
  • Exu Pena Preta
  • Exu Pimenta
  • Exu Rebolo
  • Exu Serapião
  • Exu Sete Baforadas
  • Exu Sete Dias
  • Exu Sete Facas
  • Exu Sete Montes
  • Exu Sete Pregos
  • Exu Tata Ndaí
  • Exu Tatalá
  • Exu Tatu
  • Exu Tibiri
  • Exu Tira-Teima
  • Exu Toquinho
  • Exu Treme Terra
  • Exu Três Encruzilhadas da Perdição
  • Exu Três Penas
  • Exu Tronco
  • Exu Tronqueira
  • Exu Trovoada
  • Exu Tuniquinho
  • Pombagira Akiesan
  • Pombagira Aruá
  • Pombagira Carangola
  • Pombagira da Lomba
  • Pombagira das Cachoeiras
  • Pombagira das Cobras
  • Pombagira das Flores
  • Pombagira de Belém
  • Pombagira de Maceió
  • Pombagira de Mafia (da Ilha de Mafia na África)
  • Pombagira de Pemba (da Ilha de Pemba naÁfrica)
  • Pombagira Detê
  • Pombagira do Bananal
  • Pombagira do Jardim
  • Pombagira do Luar
  • Pombagira do Oriente
  • Pombagira do Rio
  • Pombagira do Sol e da Lua
  • Pombagira Ganzá
  • Pombagira Kirombô
  • Pombagira Maleva
  • Pombagira Maria Alagoana (de Alagoas)
  • Pombagira Maria Bahiana (da Bahia)
  • Pombagira Maria Colodina
  • Pombagira Maria da Praia
  • Pombagira Maria das Almas
  • Pombagira Maria de Minas (de Minas)
  • Pombagira Maria Farrapos
  • Pombagira Maria Lixeira
  • Pombagira Maria Mulambo
  • Pombagira Maria Navalha
  • Pombagira Maria Quitéria
  • Pombagira Maria Rosa
  • Pombagira Maria Tunica
  • Pombagira Moça Bonita
  • Pombagira Mundana
  • Pombagira Rosa Amarela
  • Pombagira Rosa Caveira
  • Pombagira Rosa Preta
  • Pombagira Rosa Roxa
  • Pombagira Rosinha
  • Pombagira Sete Chocalhos
  • Pombagira Sete Cores
  • Pombagira Sete Estrelas
  • Pombagira Sete Maridos
  • Pombagira Sete Ondas
  • Pombagira Sete Saias

sexta-feira

Para a pessoa amada desbloquear você do Whatsapp,Facebook ou te ligar – Simpatia.

Para a pessoa amada desbloquear você do Whatsapp,Facebook ou te ligar – Simpatia.

 

 

terça-feira

Ritual satânico - invocação de demônios

Ritual satânico - invocação de demônios


Como em outras vezes, como se o passado obscuro algo secreto nos tinha seguido, o diabo volta para resolver entre nós, você tem que admitir. E desta vez ele tem cheia de som e fúria, não só para nos lembrar que a realidade é maior do que a nossa imaginação, mas que é composta de questões de questões completamente além da imaginação humana.

Muitos detalhes foram liberados pela disseminação nervoso e com medo da imprensa diária.

A história de terror para mais simples. O menino foi seqüestrado em 06 de abril de 1992 Abagge Beatriz, filha de prefeito municipal ambiciosos daquela cidade. Isso o levou em seu carro, coloque um pedaço de algodão na boca como uma mordaça, porque a criança chorava, e levou-o para as instalações de uma serraria de propriedade de seu pai, que o deixou amarrado à expectativa do dia Em seguida, o sacerdote de Paula Ferreira realizar o sacrifício. Beatriz procurou o poder de seu pai. A tarifa é oferecer o poder demoníaco segredo, ea tentação do poder é mal resistiu por seres humanos.

Sete pessoas, sete da noite de 07 de abril (a presença insistente do número sete não é de forma alguma, casual) se reuniram na instalação. Com eles havia um Aquila, o navio ritual para receber as entranhas de sua escolha.

O pai, dedicado, aparentemente , a notícia é confusa, a Ogun ou o deus Exu, uma das personalidades do diabo e, portanto, qualificado para realizar a cerimônia, começou a estrangular a criança com uma corda. O seqüestrador, Beatriz, esteve presente com sua mãe, Celina. Os outros participantes foram hábeis em Ferreira.

Vicente de Paula Ferreira puxou o nó do laço até que o menino parou de tremer. Apenas morto, com uma faca afiada, cortou sua garganta. O navio foi o inocente vai sarar. Então, com um serrote, passou a abrir o corpo e remover os órgãos internos, que também foram depositados no Aquila. Em um momento da cerimônia os peticionários, mãe e filha, saiu de cena, não resistir ao horror da matança e foram substituídos por outros seguidores do sacerdote pagão.

Depois da orgia de sangue, drenar o corpo de Evandro foi pequena, embrulhada num saco e saiu. Aparentemente, este é um dos personagens tristes de crianças desaparecidas dez suspeitos de estarem, por sua vez, morto pela seita no Brasil. L nova pesquisa posto em prática no final de julho, apontando para a existência de outras vítimas, não só no Brasil como na Argentina, Bolívia e, talvez, possivelmente, alguns outros assassínio ritual, no Chile. Deve ser feito de que, e desde os tempos antigos, há indícios dessas práticas mal no Haiti e do estado de Louisiana, nos EUA, os caminhos da sede macumbeiros um movimento forte.

magia de sangue – a mais poderosa magia

magia de sangue – a mais poderosa magia
aviso sobre a magia de sangue
Olhai que assim se pode ler na obra de são Cipriano:
no livro, surpreendentemente viu Siderol que se podia por em relações  estreitas e amigas com o Espirito (…)
depois de estudar bem o livro, (…)e marchou sem demora ao lugar em que se cruzam os caminhos (…) porque o diabo infesta singularmente as cruzes formadas pelos quatro caminhos
Obra de são Cipriano, capitulo «Erguimanços de São Cipriano ou prodígios do diabo», secção 8º, pag 260
Citamos esta passagem como inicio deste texto, para que se recolha o seguinte ensinamento:
conforme o livro de são Cipriano ensina ao relatar esta historia de Vitor Siderol, ninguém deve meter as suas mãos em comércios ocultos nem em magias, sem antes ter estudado profundamente o assunto através de verdadeiros ocultos livros!, pois acaso não está escrito: «depois de estudar bem o livro»?
Pois então:
apenas depois de muito estudar aprofundadamente o livro oculto, é que Vitor Siderol – assim o narrou são Cipriano – partiu para praticar as artes magicas!
Assim sendo:
apenas apos longos e aprofundados estudos de grimorio e livros ocultos – lendo-vos com a chave de sabedoria que permite desencriptar os códigos secretos neles contidos – é que estará alguém preparado para ir lidar com feitiçarias, sem que dai resultem calamidades e fatalidades!
Por isso:
jamais tenteis poderosos tipos de magia pelas vossas próprias mãos, mas sim entregai o assunto nas mãos de profissionais!, pois caso contrario podereis ver-vos a sofrer – ou pessoas á vossa volta – dos mais padecidos sofrimentos e mórbidas infestações!, pois saberes deste poder não podem ser lidados por leigos!, nem por curiosos inexperientes e ignorantes dos segredos que estão a ser manuseados!
Olhai:
a magia negra executada através da técnica de magia de sangue, é como um veneno dos mais poderosos!, ou seja:
há venenos poderosos que se forrem usados na quantidade certa – administrados á miligrama, com o maior cuidado, e com o maior rigor – então podem ser um poderoso remedio que cura de uma grande moléstia!
Já porem:
esse mesmo veneno usado erradamente, ele pode matar com a maior das agonias!
Pois então:
o mesmo sucede com a magia negra praticada através do isso uso de magia de sangue!, ou seja:
sendo a magia de sangue usada correctamente por um feiticeiro conhecedor, então a magia de sangue faz prodígios!
E porem:
sendo a magia de sangue usada por amadores ou curiosos, então a magia de sangue pode acabar por causar fatalidades!, seja no próprio!, ou noutrem á sua volta!
Por isso:
Jamais tente praticar a magia de sangue por si mesmo!, mas sim entregue essa missão – de oficiar magia de sangue – a um feiticeiro conhecedor e profissional!
Qual a relação entre o sangue os fenómenos do espirito?
Isto dito, voce pergunta:
«porque estamos a falar de sangue? O que é que sangue tem que ver com magia?, ou com espíritos?»
Respondemos:
se não sabeis a resposta, então olhai 4 factos:
1
são conhecidos os milagrosos casos – reconhecidos pela igreja católica apostólica romana – em que pessoas tocadas pela santidade exibem as chagas de Cristo, sangrando abundantemente através de feridas inexplicavelmente ocorridas!
Nesses casos, o sangue derramado por esses pessoas de santidade, é prova do seu elo com Cristo!, e é fonte dos seus milagres!
2
Mais:
Assim está escrito na Bíblia:
Jesus disse-lhes(…)  "Eu digo a verdade: (…)
Todo aquele que (…) bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele
Joao 6,53-56
Pois assim sendo:
O próprio Cristo falou do sangue o do seu poder!, pedindo que em todas as eucaristias fosse bebido o vinho que depois de abençoado se converte no seu próprio sangue divino!, pois que é através do sangue divino que se estabelece uma aliança entre Cristo e o homem!, e é através do sangue que Cristo entra e permanece no homem!
3
Mais:
Assim está escrito:
Moisés tomou o sangue e aspergiu com ele o povo, dizendo: «Este é o sangue da aliança que Deus faz convosco (…)»
Êxodo 24,8-11
Pois assim sendo:
Assim se revela na Palavra de Deus que o sangue é o elemento que estabelece a aliança entre Deus e o Povo de Deus!, ou seja: entre o Espirito de Deus e os humanos.

4

Mais:
também assim está escrito:
O sangue é a vida da carne.
Eu [ Deus] vo-lo dou para fazerdes o rito
Levítico 17,11
Pois assim se sabe:
O próprio Deus revelou ter concedido ao homem o sangue, para com ele se realizarem poderosos ritos.
Em resumo:
está mais que evidente nos ensinamentos bíblicos – por mais que uma vez!! –  que o sangue é fonte de poder oculto e magico!, pois é um elo de comunicação entre este mundo físico e o mundo dos espíritos.
Que diz a obra de são Cipriano sobre a magia de sangue?
são Cipriano mencionou a magia de sangue na sua obra oculta, pois ali podemos ler:
O grande Lucifer apareceu-lhe (…) e disse-lhe:(…)
– Vai lá (…) amanha, por esta hora sobre ao monte do morro, e acende a tua lanterna. A essa hora,( há meia-noite), picarás o dedo mindinho com estes esporão córneo que aqui te entrego.  (..) depois assinarás o papel com o teu próprio sangue (…)
– E depois? – [Perguntou  Victor Siderol] (…)
– á meia noite, como te disse (…) [terás] o teu  primeiro tesouro

Obra de são Cipriano, capitulo «Erguimanços de São Cipriano ou prodígios do diabo», secção 8º, pag 261
Pois assim se fica a saber:
são Cipriano ensinou na sua obra que a mais poderosa magia – capaz de abrir caminhos aos mais impossíveis desejos – é uma magia de sangue!, ( a mesma usada em pactos com espíritos!), pois que é sempre uma magia que é confirmada, é validada, é activada pelo próprio sangue do feiticeiro que a está praticando!
Pois por isso:
são Cipriano diz e descreve na sua obra – de forma encriptada e que apenas alguns conseguem decifrar! – os mais ocultos segredos da magia de sangue!, para dos feitiços obter os mais poderosos resultados!
Assim sendo:
o feiticeiro extraindo de si mesmo o seu próprio sangue – conforme ensinado pelos ocultos saberes mágicos de são Cipriano – e vertendo-o nos rituais de uma amarração de sangue, ( que deve ser oficiada de acordo o ensinamento magico de são Cipriano), esse feiticeiro consegue da mais poderosa forma! – pois que é com o seu sangue de feiticeiro que assim é oficiado! – conjurar irresistivelmente as mais poderosas forças, energias e entidades espirituais!
Em resumo:
São Cipriano ensina na sua obra, que as mais poderosas magias – capazes de satisfazer os desejos nas mais impossíveis demandas – requerem o uso do sangue de quem está a praticar essa magia!, e a uma magia que envolve o sangue do próprio feiticeiro, isso chama-se de magia de sangue!
o que é um bruxo de sangue?
um bruxo de sangue é aquele bruxo que conhecendo todos os ocultos segredos da magia de sangue, então exerce e pratica a magia de sangue – ou bruxaria de sangue –  usando o seu próprio sangue!, e aplicando-o aos rituais de feiticeira!, sendo que esses rituais devem obedecer a saberes e ensinamentos rigorosos para darem no resultado desejado!

Cuidado porem:

a magia de sangue é de tal forma poderosa, que sendo usada erradamente – ou descuradamente – ao invés de dar naquilo que se deseja, antes fará ricochete e causará resultados inversos aos desejados!, pois quando se fala de magia de sangue está-se a lidar com o mais poderoso recurso oculto de magia negra que existe!
Na magia de sangue o bruxo aplica – através de cortes ou punções – o seu próprio sangue a ritos mágicos onde são usados símbolos ocultos –  sejam símbolos salomónicos, ou símbolos rúnicos secretos, ou símbolos infernais – para conjurar de forma irresistível as mais poderosas entidades espirituais!
Conjutamente, são oficiados holocaustos místicos, são entoados encantamentos em Latim, são realizados rituais Vodu.
Em resumo:
a combinação de todas estas poderosas técnicas espirituais, faz da magia de sangue o mais poderoso recurso oculto para a celebração de trabalhos de magia!
A magia de sangue é imensamente perigosa, pois pode levar o bruxo de sangue a entrar num estado de debilidade física tão fragilizado, que pode colocar a sua vida em risco!, ao fim de uma sucessão exaustiva de consecutivos rituais!
Assim sendo:
ninguem vai colocar a sua vida em risco a troco de nada!, e por isso a magia de sangue custa o seu bom custo para ser realizada!, e porem os seus efeitos são os mais poderosos!, e bem compensam o seu custo!
qualquer pessoa pode ser bruxo de sangue?
Não!
é bem verdade que o sangue é um elo através do qual é possível estabelecer uma ponte – ou abrir uma porta de comunicação – entre este mundo e o mundo dos espíritos!
Mas, porem:
olhai que assim está escrito:
«Este é o sangue da aliança que Deus faz convosco (…)»
Êxodo 24,8-11
Pois assim sendo, eis que assim se fica a saber:
Deus é espirito, e Deus escolheu fazer a sua aliança como seu Povo através do sangue!
Pois por isso, assim se sabe:
um espirito pode escolher fazer aliança com uma pessoa – ou com um conjunto de pessoas – através do sangue!, sendo que a partir desse dia o sangue desses escolhidos estará marcado pelo selo místico dessa aliança decretada pelo espirito!, e por isso dai em diante – de geração em geração – todos os descendentes desses escolhidos terão no seu sangue a marca da aliança estabelecida com o espirito!, e o seu sangue será dotado de particulares dotes místicos.

Logo:
dai em diante essa aliança de sangue é valida apenas para essas pessoas escolhidas por esse espirito, e não por outras!, sendo que essa aliança vai ter efeitos hereditários, ou seja: certas pessoas na linhagem genética dos descendentes dessa pessoa escolhida pelo espirito – através dessa aliança de sangue – vão nascer com o seu sangue marcado por essa aliança!, e esse sangue será sempre um sangue altamente invocatório do espirito!

Por isso:
primeiro:
nem todos os bruxos de sangue aceitam fazer magia de sangue, porque é extremamente perigosa!, e poem a vida em risco!
Segundo:
nem todo o sangue serve para realizar uma poderosa magia de sangue, pois apenas o sangue daqueles que foram escolhidos para – através do sangue – terem uma aliança com uma certa divindade ou espirito, ( os hereditários bruxos de sangue), é que serão prontamente, ( e poderosamente), escutados por essa divindade ou espirito.
Assim sendo:
não desate por aí sangrando, a pensar que vai conseguir grandes efeitos mágicos!, pois você vai apenas conseguir ferir-se e acabar no hospital!
Por isso:
entregue o assunto a profissionais que podem executar esse tipo de magia!, e depois usufrua dos seus resultados!
A que finalidades pode-se aplicar a magia de sangue, conforme são Cipriano a ensinou?
a magia de sangue – conforme são Cipriano ensinou – pode aplicar-se aos mais poderosos trabalhos de magia, tais como:

as mais poderosas amarrações amorosas!
os pactos para riqueza!
os trabalhos contra inimigos!
Porem, avisa-se novamente:
sendo a magia de sangue usada correctamente por um feiticeiro conhecedor dos segredos ocultos, então a magia de sangue faz prodígios!
E porem:
sendo a magia de sangue usada por amadores ou curiosos, então a magia de sangue pode acabar por causar fatalidades!, seja no próprio!, ou noutrem á sua volta!
Olhai que já explicamos:
a magia negra executada através da técnica de magia de sangue, é
como um veneno dos mais poderosos!, ou seja:
há venenos poderosos que se forrem usados na quantidade certa – administrados á miligrama, com o maior cuidado, e com o maior rigor – então podem ser um poderoso remedio que cura de uma grande moléstia!
Já porem:
esse mesmo veneno usado erradamente, ele pode matar com a maior das agonias!
Pois então:
o mesmo sucede com a magia negra praticada através do isso uso de magia de sangue!, ou seja:
Por isso:
Jamais tente praticar a magia de sangue por si mesmo!, mas sim entregue essa missão – de oficiar magia de sangue – a um feiticeiro conhecedor e profissional!
Por isso:

Postagens populares

entre em contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Google+ Followers

Seguidores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Total de visualizações de página

Minha lista de blogs